Unidade móvel do Hospital de Amor de Barretos já está atendendo em Tarauacá



Por Reginaldo Palazzo


A Prefeitura de Tarauacá através da Secretaria de Saúde (SEMSA), firmou parceria com o Hospital do Câncer de Barretos e trouxe para o município a ‘Unidade Móvel Hospital de Amor´ que atenderá uma especial parcela da população que não tem condições de se deslocar para realizar exames fora do município.

O Secretário de Saúde Aderlândio França estima que 480 pessoas sejam atendidas até o final da semana com exames de mamografia e PCCU conhecido como Papanicolaou. “Quanto antes as mulheres identificarem o problema, mais fácil é resolver o problema evitando assim grandes sofrimentos para ela mesma e a família que sofre na mesma proporção”.

A verdadeira porta da esperança


Somente em 2020 foram 66.280 casos de câncer de mama em mulheres e 6.540 casos de câncer de Corpo do útero, casos esses que podem ser evitados com Institutos de prevenção fixos e unidades móveis como essas que vieram de Rio Branco destinados ao combate dos cânceres de mama e colo do útero ainda em fase inicial e nesse quesito o Acre ganhou em 2018 uma unidade fixa e duas móveis.


Para a Prefeita de Tarauacá, Maria Lucinéia que leu a passagem bíblica em que Jesus reapareceu justamente para uma mulher, fazendo assim uma analogia às conquistas das mulheres desde tempos idos até a atualidade, explicou paras as mulheres presentes na abertura do evento que saúde é primordial para as mulheres continuarem conquistando seu espaço na sociedade e portanto as mulheres não devem nunca deixar de se cuidar o quanto antes.

A equipe da Unidade Móvel Hospital de Amor que veio para Tarauacá, conta com as profissionais Joice Borges; enfermeira, Kelren Lima e Jaira Cardone, ambas radiologistas.


As consultas foram previamente agendadas pela equipe de atenção Básica municipal coordenada pela enfermeira Marcela do Vale.


“Somente hoje foram feitas 30 mamografias e 35 PCCU(s), isso é muito importante para a saúde dessas mulheres onde poderão iniciar o tratamento o mais rápido possível evitando riscos irreversíveis”. Disse.

Prevenção é o caminho


Segundo o diretor médico das unidades móveis do Hospital de Amor, Dr. Raphael Haikel Júnior, a importância dessas unidades está na possibilidade de identificação precoce dos cânceres de mama e colo de útero mais facilmente para essa população. “Há 95% de chance de cura para os tumores de mama, quando descobertos em estágios iniciais, e quase 99% para os de colo de útero”. Disse.


“Ao identificar a doença rapidamente, a probabilidade é de que o tumor ainda esteja pequeno, o que contribui para que 80% do tratamento seja realizado nos próprios institutos de prevenção. Dessa forma, as mulheres não precisarão ficar distantes de suas famílias, o que é uma grande vantagem”. Completou.

Segundo a fundação do Câncer em seu site Estudos apontam fortes evidências entre o excesso de peso e o desenvolvimento dos seguintes tipos de cânceres: cólon e reto; mama (na pós-menopausa), ovário, próstata, esôfago, pâncreas, rim, corpo do útero, vesícula biliar, e fígado. Os quatro primeiros estão na lista dos mais incidentes no Brasil.


As carnes processadas podem causar câncer em razão do procedimento industrial a que são submetidas como salga, defumação, cura e adição de conservantes.


Conservantes como nitritos e nitratos, adicionados aos embutidos, quando chegam ao estômago transformam-se em nitrosaminas, substâncias cancerígenas responsáveis por alterações celulares que podem levar ao desenvolvimento de câncer. Já os defumados, além destes compostos, contêm hidrocarbonetos policíclicos aromáticos e alcatrão, o mesmo encontrado na fumaça do cigarro, e que tem ação carcinogênica conhecida.


O tabagismo tem relação com vários tipos de câncer (pulmão, cavidade oral, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, rim, bexiga, colo do útero, leucemias).


O amianto pode se acumular no ovário de mulheres expostas à substância, aumentando o risco de desenvolver câncer. Entre as brasileiras, o câncer de ovário está em 7º lugar no ranking nacional.

A equipe de apoio da SEMSA serviu também um café da manhã reforçado para essas mulheres responsáveis com sua saúde.


As informações prestadas aqui pretendem orientar e não substituir um médico. Portanto qualquer dúvida em relação a sua saúde após o retorno da unidade móvel para seu local de origem procure imediatamente para uma avaliação pessoal um médico da sua confiança, isso é indispensável.