...
 

Tarauacá: Prefeita Maria Lucinéia prestigia solenidade de troca de comando do 7º Batalhão de Polícia


Há mais de 46 anos presente em Tarauacá, a Polícia Militar do Estado do Acre (PMAC) realizou, na manhã desta quinta-feira, 16, a troca de comando do 7º Batalhão de Polícia no município. A solenidade foi realizada em uma tenda montada em frente ao Batalhão e contou com a presença do governador Gladson Cameli.


de comando do 7º Batalhão de Polícia Militar de Tarauacá contou com a presença do governador Gladson Cameli .

Na ocasião também foi feito o lançamento do Programa Maria da Penha na cidade. A patrulha será composta pela 3ª sargento Márcia Rocha, pelo 3º sargento Célio Lopes e pelo cabo Orlean Ferreira.


Durante discurso, o governador Gladson Cameli afirmou que respeita as instituições, o fortalecimento delas e valoriza quem põe a mão na massa. “A minha grande obra é respeitar as pessoas e valorizar quem precisa ser valorizado. Fica aqui o meu respeito a todas as nossas polícias”, ressaltou.


O comandante-geral da PMAC em exercício, coronel Luciano Dias Fonseca, destacou o principal objetivo do 7º Batalhão, que é servir e proteger o povo de Tarauacá, Jordão e Feijó. “Mesmo depois de dois anos de uma das maiores crises mundiais, superamos a adversidade e a Polícia Militar nunca parou. Sobrevivemos”, disse.


Entregando o comando, o 1º tenente Edmilton Andrade agradeceu ao governador, ao comandante-geral e aos militares da corporação pelo tempo em que esteve à frente do 7º Batalhão de Polícia. “Na condição de oficial mais antigo, fui nomeado comandante do Batalhão. Com o apoio de todos os policiais, conseguimos realizar um bom trabalho frente à segurança pública do município”, afirmou o ex-comandante.


Ele também desejou boas-vindas ao novo comandante e se colocou à disposição para colaborar.

Aos 46 anos, o major Alen Marcos Rodrigues Ferreira, natural de Cruzeiro do Sul, assumiu o comando do Batalhão e agradeceu pela oportunidade concedida pelo comandante-geral da PMAC e pelo governador do Estado. “Irei cumprir com zelo e responsabilidade essa missão. Temos uma tropa que trabalha comprometida e, por isso, o trabalho será bem mais fácil”, disse.


Também participaram da solenidade o presidente da Câmara Municipal de Tarauacá, vereador Francisco Batista; a prefeita Maria Lucineia Menezes; o vice-prefeito Raimundo Maranguapi; o diretor de Indústria da Secretaria de Estado de Indústria Ciência e Tecnologia (Seict), Erisson Calixto; o secretário de Infraestrutura, Cirleudo Alencar; e a secretaria de Estado de Comunicação, Nayara Lessa.

PMAC em Tarauacá.


Os primeiros passos da Polícia Militar em Tarauacá foram dados em agosto de 1974, quando o 2º tenente José Cariolando da Silva Filho e o 2º tenente Guálter Craveiro retornaram a Rio Branco com informações e levantamento de Tarauacá e Feijó, após vistoria.


O relatório abordava o planejamento da ocupação dos quartéis da antiga Guarda Territorial pela então nova força de segurança, a Polícia Militar.


Após os devidos ajustes, no dia 2 de fevereiro de 1975 foi destacado o primeiro oficial para comandar o Município de Tarauacá. Assim, o 1º tenente Iran Oliveira, juntamente com outros seis policiais militares, compuseram o 3º Pelotão da 2ª Companhia da PMAC. Na época, eles ocuparam a Delegacia Interina, feita de madeira, onde atualmente se localiza a Teleacre.


Somente no dia 7 de junho de 1975 os militares se instalaram no quartel em Tarauacá, herdando as instalações da Guarda Territorial, onde atualmente se encontra o 7º Batalhão de Polícia Militar.


Muitas dificuldades encontraram os policiais militares. O destacamento era responsável pelos distritos de Feijó, Jordão e Tarauacá, sendo que em muitos casos o comandante também respondia pela Delegacia de Polícia na ausência do titular.


O cabo da reserva remunerada, Orlando Bezerra da Silva, que chegou em 1987 ao município, destacou que vários foram os avanços ao longo do tempo. “O nosso trabalho era muito rudimentar, não tinha viatura e nem veículo de espécie alguma, o trabalho era feito a pé”, afirmou.


Atualmente, o cabo Orlando destaca que o Batalhão se encontra bem estruturado. “A Polícia vem cumprindo a sua obrigação junto à sociedade, que é manter a ordem e segurança”, ressaltou.