top of page

Tarauacá adere a consórcio intermunicipal para implantação do aterro sanitário no município


A prefeita Maria Lucinéia assinou ontem, sexta-feira, 14, a entrada do município de Tarauacá no projeto piloto do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) para implantação dos aterros sanitários no Acre. Assinatura ocorreu durante encontro da Assembleia Geral da AMAC, em Rio Branco (AC).


No encontro, a gestora pactuou a entrada de Tarauacá num consórcio que vai envolver todos os 22 municípios do Acre. Segundo o projeto da AMAC, serão construídos 12 aterros em diversas regiões para uso compartilhados entre os municípios. A implantação do aterro de Tarauacá será em uma gestão compartilhada com a Prefeitura de Feijó. O modelo de execução e implantação do tratamento dos resíduos sólidos será definida pelo Ministério Regional de Desenvolvimento (MDR).


O encontro serviu para tratar sobre a melhor forma das cidades acreanas resolverem esse problema, que está diretamente ligado à saúde pública. Além disso, a gestora Maria Lucinéia realizou uma visita técnica a equipe da AMAC para verificar o andamento dos projetos da cidade, que serão executados em 2023 e 2024.


“É louvável esse projeto piloto do MDR. Somente Rio Branco tem um aterro sanitário em razão do grande orçamento, situação que infelizmente não acontece nos demais municípios do nosso Estado, e essa parceria é fundamental. Hoje, Tarauacá entra nesse consórcio unificado. A nossa gestão tem tentado dentre as limitações orçamentárias a buscar uma alternativa correta para a destinação correta de resíduos sólidos, com esse projeto piloto do governo federal finalmente teremos o nosso aterro”, afirmou.

Comments


bottom of page