Semsa promove capacitação de gestores das UBS no Programa Previne Brasil


A Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) realizou na tarde desta quinta-feira, 03, uma reunião de capacitação com gestores das Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município acerca do Programa Previne Brasil, que é o modelo de financiamento da Atenção Primária à Saúde (APS).


O Previne considera quatro componentes para fazer a transferência financeira federal a municípios e ao Distrito Federal: incentivo com base em critério populacional; captação ponderada (cadastro de pessoas); pagamento por desempenho (indicadores de saúde) e incentivo para ações estratégicas.


A proposta tem como princípio aumentar o acesso das pessoas aos serviços da APS e o fortalecimento de vínculos entre população e equipe, com base em mecanismos que induzem à responsabilização dos gestores e dos profissionais pelas pessoas atendidas e acompanhadas nos serviços da APS. O Previne Brasil começou a ser implementado em 2020. O monitoramento e a avaliação dos dados de atendimento garantem mais qualidade e transparência às ações do Sistema Único de Saúde (SUS).

O secretário de saúde, Aderlândio França, vê a importância de manter as equipes de saúde sempre atualizadas com intuito de elevar ainda mais os indicadores de Tarauacá.


“São vários os indicadores que necessitam ser alcançados, para tanto, necessita-se de um esforço de todos os trabalhadores da saúde”, escreveu.


Para oferecer suporte à gestão municipal e garantir atendimento à população após declarada a pandemia, as transferências do pagamento por desempenho foram realizadas considerando 100% do alcance do Indicador Sintético Final do município. Portanto, sem redução dos recursos financeiros, até dezembro de 2021.


Agora, o cálculo para pagamento passa a ser realizado de acordo com o desempenho municipal considerando o resultado de cada equipe, ou seja, pela produção enviada mensalmente ao Ministério da Saúde, como previa o Programa no momento de sua criação, em 2019.