Secretaria Municipal de Saúde atualiza vacinadores

Reginaldo Palazzo


A Coordenadora da ´Atenção Básica` da SEMSA (Secretaria Municipal de Saúde), Marcela do Vale distribuiu nas UBSs do Município, exemplares atualizados do Manual de Normas e Procedimentos para Vacinação. Vale ressaltar que esses procedimentos não são apenas para a vacinação contra a covid-19, mas contra todas as doenças preexistentes.



O intuito desse manual é informar, atualizar e disseminar normas e orientações pertinentes às atividades de imunização. Esta edição do Manual de Normas e Procedimentos para Vacinação aborda, além dos procedimentos técnicos da sala de vacinação, temas como planejamento, monitoramento e avaliação, para garantir o aperfeiçoamento contínuo da área.


O primeiro manual foi editado em 1984, portando já são 37 anos atualizando e padronizando o calendário nacional de vacinação ajudando assim a qualificar os profissionais da saúde que detêm tamanha responsabilidade.


Calendário Nacional de Vacinação


As vacinas ofertadas na rotina dos serviços de saúde são definidas nos calendários de vacinação, nos quais estão estabelecidos:


• os tipos de vacina;

• o número de doses do esquema básico e dos reforços;

• a idade para a administração de cada dose; e

• o intervalo entre uma dose e outra no caso do imunobiológico cuja proteção exija mais de uma dose.


Considerando o risco, a vulnerabilidade e as especificidades sociais, o PNI define calendários de vacinação com orientações específicas para crianças, adolescentes, adultos, gestantes, idosos e indígenas. As vacinas recomendadas para as crianças têm por objetivo proteger esse grupo o mais precocemente possível, garantindo o esquema básico completo no primeiro ano de vida e os reforços e as demais vacinações nos anos posteriores.

O Manual


Os calendários de vacinação estão regulamentados pela Portaria ministerial nº 1.498, de 19 de julho de 2013, no âmbito do Programa Nacional de Imunizações (PNI), em todo o território nacional, sendo atualizados sistematicamente por meio de informes e notas técnicas pela CGPNI. Nas unidades de saúde, os calendários e os esquemas vacinais para cada grupo-alvo devem estar disponíveis para consulta e afixados em local visível.


Vacina contra Gripe


A Vacinação contra a gripe começa na próxima segunda-feira. O público estimado pelo ministério é de 79,7 milhões de pessoas e o objetivo é vacinar pelo menos nove em cada dez pessoas dos grupos prioritários.

Os grupos serão organizados para vacinação em três etapas. Os dias de mobilização, chamados de dias D, serão definidos em cada município pela Secretaria de Saúde local.


Os grupos prioritários são:


- Crianças de 6 meses a menores de 6 anos;

- Gestantes;

- Puérperas;

- Povos indígenas;

- Trabalhadores de saúde;

- Pessoas com 60 anos ou mais;

- Professores;

- Portadores de doenças crônicas não transmissíveis;

- Pessoas com deficiência permanente;

- Forças de segurança, de salvamento e armadas;

- Caminhoneiros;

- Trabalhadores do transporte coletivo de passageiros;