Secretário de Saúde Aderlândio França recebe visita técnica do COSEMS/AC



Por Reginaldo Palazzo


O Secretário de Saúde Aderlândio França recebeu hoje (04) em seu gabinete para uma visita técnica o apoiador da Regional Cruzeiro do Sul/Tarauacá/Envira do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do Acre (COSEMS), o Sr. Alex Gaspar. A sede do COSEMS localiza-se em Rio Branco e hoje tem como Presidente, Agnaldo Silva, Secretário de Saúde do município de Cruzeiro do Sul.


O intuito da visita é avaliar e acompanhar o andamento dos programas orientando se preciso for sobre os programas relacionados a saúde como, por exemplo E-SUS, CNES e outros comumente relacionados a atenção básica, fazendo assim um levantamento técnico atual.


“Esses acompanhamentos são sempre bem-vindos porque nos ajuda na desenvoltura de um bom trabalho aumentando até a captação de recursos o que é extremamente interessante para o município”. Disse Aderlândio França.


Gaspar explicou que essas orientações servem para adequar as novas gestões melhorando o entendimento principalmente em relação ao programa Previne Brasil que mudou todo o repasse das transferências para os municípios o que pode ser traduzido também em novas estratégias para se alcançar o objetivo, e nesse quesito elogiou o município.

“Tarauacá está bem situado no que diz respeito aos programas precisando de poucos ajustes e por isso ficou além das minhas expectativas, o importante agora é manter o ritmo”. Disse.


O que é o programa Previne Brasil?

O programa Previne Brasil foi instituído pela Portaria nº 2.979, de 12 de novembro de 2019. O novo modelo de financiamento altera algumas formas de repasse das transferências para os municípios, que passam a ser distribuídas com base em três critérios: capitação ponderada, pagamento por desempenho e incentivo para ações estratégicas.


A proposta tem como princípio a estruturação de um modelo de financiamento focado em aumentar o acesso das pessoas aos serviços da Atenção Primária e o vínculo entre população e equipe, com base em mecanismos que induzem à responsabilização dos gestores e dos profissionais pelas pessoas que assistem. O Previne Brasil equilibra valores financeiros per capita referentes à população efetivamente cadastrada nas equipes de Saúde da Família (eSF) e de Atenção Primária (eAP), com o grau de desempenho assistencial das equipes somado a incentivos específicos, como ampliação do horário de atendimento (Programa Saúde na Hora), equipes de saúde bucal, informatização (Informatiza APS), equipes de Consultório na Rua, equipes que estão como campo de prática para formação de residentes na APS, entre outros tantos programas.


“Essas visitas técnicas nos ajuda também a corrigir rumos inclusive com possíveis parcerias de capacitação e atualizações de servidores da saúde caso seja necessário, em suma é analogicamente falando um verdadeiro caminho das pedras”. Finalizou Aderlândio.