top of page

Projeto Maria da Penha Vai à Escola reúne gestores para dialogar sobre combate à violência


A Coordenação do Programa “Maria da Penha Vai à Escola”, reuniu nesta quarta-feira (23/11) no Auditório da SEME, os gestores das escolas municipais de Tarauacá para alinhamento dos projetos apresentados no âmbito escolar, referente às ações implementadas junto aos educandos no enfretamento à violência.


O que mudou na Lei Maria da Penha em 2022?


Em 2022, a Lei nº 14.310/22 determinou o registro imediato, pela autoridade judicial, das medidas protetivas de urgência em favor da mulher em situação de violência doméstica e familiar ou de seus dependentes. Essa Lei prevê cinco tipos de violência doméstica e familiar: física, psicológica, moral, sexual e patrimonial. (MEC).


A Coordenadora Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres e Coordenadora do ‘Programa Maria da Penha Vai a Escola’ apresentou em fotos e vídeos os trabalhos realizados nas escolas de Tarauacá, explorando destaques importantes desenvolvido no âmbito escolar. A conversa foi bem interativa com muitas informações e relatos das ações de todos os gestores presentes.


A coordenadora Socorro Araújo (Coordenadora Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres e Coordenadora do Programa Maria da Penha Vai a Escola), fez observações importantes acerca do projeto e expôs a relevância do diálogo no combate à violência dentro e fora da escola. “Este ano foi importante para programar ações no combate à violência em 2023. Queremos desenvolver ações que minimize os efeitos da violência dentro da escola e fora dela, no âmbito domiciliar. Por isso, é importante que todos participem do projeto aplicado”. Salientou a coordenadora.


Para a Secretária Maria Lucicléia Nery, o professor é parte fundamental nas ações de combate e enfrentamento à violência. “O professor conhece seu aluno, e sabe quando algo não está bem com ele. Muitas vezes, chegam tristes na escola e desanimado, pois a violência está dentro de sua própria casa. É o professor que desenvolve essa ‘escuta sensível’ para saber lidar com cada situação encontrada para tentar resolver cada problema”


Os gestores escolares citaram exemplos de como o programa foi aplicado junto aos alunos, expondo com observações e relatos, exemplos de como foi trabalhado cada ação em seu âmbito escolar.


Comments


bottom of page