Prefeitura revitalizará Praça Valério Caldas de Magalhães


A prefeita Maria Lucinéia esteve, no início da manhã desta terça-feira (23), na Praça Valério Caldas de Magalhães, para verificar in loco as condições da Praça, que começará a ser revitalizada pela prefeitura ainda este ano. A gestora estava acompanhada da secretária de Cultura Geania Maria e de sua equipe.


Valério Caldas de Magalhães (Boa Vista, 6 de setembro de 1909 –Brasília, 24 de novembro de 1964) foi um engenheiro agrônomo, professor, jornalista e político brasileiro que foi governador do Acre.


Filho de José de Magalhães e Hermínia Caldas de Magalhães. Engenheiro Agrônomo formado na Escola Agronômica de Manaus em 1938 iniciou sua vida pública como presidente do centro acadêmico e diretor da Revista Agronômica. Especialista em fitotecnia especial e detentor dos cursos de Geografia Superior e História da Cartografia e Mapoteca pelo Instituto Rio Branco,2 integrou a Sociedade Brasileira de Geografia e o Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas.2 Gerente de um seringal (1925-1927) em Inajatuba (Roraima) transferiu-se para Manaus onde trabalhou no jornal A Reação e ministrou aulas no Colégio Dom Bosco.


Trabalhou na Comissão de Limites do Setor Oeste como auxiliar administrativo e oficial administrativo e foi secretário Comissão de Limites da 2ª Divisão. Durante a existência do Território Federal de Ponta Porã foi secretário-geral do mesmo e nomeado governador do Acre em 1956 pelo presidente Juscelino Kubitschek, cargo ao qual renunciou para eleger-se deputado federal pelo território federal de Roraima pelo PSD em 1958 sendo eleito para o mesmo mandato pelo Acre em 1962 falecendo no exercício da atividade parlamentar. Em sua vaga foi efetivado Wanderley Dantas.