top of page

Prefeitura de Tarauacá reúne órgãos de enfrentamento à violência contra a mulher


A Prefeitura Municipal de Tarauacá por meio da Coordenação do Programa de Prevenção à Violência Doméstica e Intrafamiliar, instituído pela Lei N° 998 de 16 de dezembro de 2021 em parceria com Tribunal de Justiça do Acre e Ministério Público, realizou na sexta-feira (10/02), uma reunião com as autoridades com objetivo de fazer alinhamento de ações pertinentes às ações de enfretamento da violência doméstica no município.


A reunião contou com a presença da Coordenadora de Política Pública Para as Mulheres: Ana Glória de Albuquerque, Promotora Pública: Luana Diniz Lírio Maciel, Patrulha Maria da Penha/Cabo PM: Orlean Ferreira Carneiro, Patrulha Maria da Penha/ 3º Sargento PM: Célio Lopes Sombra, Patrulha Maria da Penha/1º Tenente Gelcionei Neri Martins, Patrulha Maria da Penha/3º Sargento PM: Márcia Lima Rocha.

O encontro aconteceu na última sexta feira (10/02) na Sala de reuniões da Prefeitura de Tarauacá. A Coordenadora de Políticas Públicas para as Mulheres, juntamente com a direção do Grupo Reflexivo teve por objetivo, fazer alinhamento das ações que estão sendo implementadas, relacionadas às ações de enfretamento da violência contra mulheres no município de Tarauacá.

A Promotora Pública que atua na comarca de Tarauacá, se prontificou a ajudar no que for necessário fazer para alcance de êxito na ação trabalhada. “Estarei sempre pronta para atender as solicitações que me forem enviadas a Promotoria Pública, estabelecendo um elo de disponibilidade para garantir aplicabilidade da Lei. Sou Promotora de Justiça, e não de injustiças. No caso de dúvidas, o melhor é sempre procurar a Promotoria e se informar”. Afirmou.


A coordenadora Ana Glória, expôs que fará seu trabalho com seriedade e responsabilidade. “Espero conseguir alcançar sempre o melhor resultado do trabalho no enfretamento da violência. Estaremos sempre trabalhando com compromisso e disposição para ajudar as vítimas”. Explanou.

Para a coordenadora do Grupo Reflexivo para autores de violência doméstica Maria do Perpétuo Socorro de Jesus Araújo, cada vez mais há alcance de consciência e sabedoria dos Direitos que estão sendo alcançados pelas mulheres. “A Coordenação do Grupo Reflexivo, recebe os autores de violência para ingresso no Grupo Reflexivo, sempre encaminhado pelo Juiz da Comarca de Tarauacá. Já a Patrulha Maria da Penha faz o acompanhamento das vítimas de violência acontecido e a Coordenação de Mulheres, acompanha e encaminha as mulheres à rede de proteção como CRAS e CREAS”. Explanou.


O que é um grupo reflexivo? O Grupo Reflexivo visa a reeducação de homens que se envolveram em situação de violência doméstica, familiar ou afetiva contra a mulher, e se constitui em aliado às ações de atenção e proteção destinadas à mulher, no âmbito da Lei Maria da Penha – Lei 11.340/06. (MP).


Comments


bottom of page