top of page

Coordenador do Núcleo Municipal de Regularização Fundiária participa de capacitação em Marechal


O coordenador do NMRF-TK, Francisco Erivelton, participou de uma agenda institucional junto aos servidores federais do Instituto Nacional de Colonização de Reforma Agrária (INCRA), Hildebrando Veras, Chefe da Divisão de Desenvolvimento Agrário e Márcio Alercio, Coordenador do Programa Titula Brasil no Acre, no município de Marechal Thaumaturgo, afim de replicar em Tarauacá as boas iniciativas que vêm sendo desenvolvidas no município do vale do Juruá.


O coordenador do NMRF-TK participou da entrega de Títulos de Domínio para o PA Amônia e também da entrega das habitações populares unifamiliares, construídas no PAE Triunfo / Porangaba com recurso oriundo do Crédito Habitação.


Em sua fala, durante o evento de entrega, o coordenador Francisco Erivelton, enalteceu o compromisso do prefeito Valdelio, de Marechal e a prefeita Maria Lucinéia.


"Nós servidores públicos devemos sempre buscar a melhoria para a nossa população seja ela rural ou urbana e é um dever nosso buscar os meios para tal. É chegar até o município como Marechal Thaumaturgo que possui todas as dificuldades de logística e acesso, e vermos a organização da área urbana e aplicação de Crédito Habitação nos projetos de assentamento, sendo o único município da região norte a aplicar, nos dar motivação”, afirmou.


“Vamos fazer essas habitações em Tarauacá também prefeito Valdelio, pois assim como o senhor ama e cuida de sua cidade, a nossa prefeita Maria Lucinéia também ama, cuida e se doa por Tarauacá, e uma cidade só cresce quando seus representantes têm amor e dedicação por ela. Marquinhos e toda equipe do NMRF de Mal Thaumaturgo os meus parabéns pela dedicação aos produtores rurais de Marechal”, acrescentou.


"Eu sou filha de um produtor rural e ex-assentado pelo Incra, morei e trabalhei junto com minha família por um bom tempo no PA Novo Destino e sei das dificuldades e da realidade enfrentada pelos assentados em nossa Tarauacá. Em 2021, quando nos foi dada a oportunidade de um Acordo de Cooperação Técnica entre Tarauacá e o Incra, não existimos pois sabíamos da necessidade de um local para recepcionar os produtores que ficaram desassistidos com o encerramento das atividades da unidade que aqui existia”, afirmou a gestora.


Comments


bottom of page